Welcome to our website !

O adeus que pulsava como até logo.

By 04:12


Tenho andado um pouco doente. Pra ser mais específica, a bendita gastrite voltou a me perseguir acompanhada com uma tonelada de desânimo. Mas tudo bem, não forço o meu corpo e sei que se eu me aquietar um pouco, tudo volta pra mais perfeita sintonia. Eu sou assim. Não importa o quanto eu esteja fora dos eixos, preciso apenas parar por um tempo, pensar, ficar atoa e então tudo vai se ajeitando novamente.
Eu sei que muitas vezes deixo o tempo passar enquanto eu apenas o observo, mas sei também que não adianta eu me apressar e brigar com ele. O tempo segue o seu ritmo. Todas as coisas acontecem na hora certa e da forma certa. Não adianta ficar se preocupando ou então entrar em desespero para que tudo aconteça rápido. Afinal, no final tudo se ajeita.
Por falar em final, imaginem quantas vezes eu acreditei ver o final de coisas que eu amava. E por muito tempo me agarrei desesperadamente àquele final, tudo porque aquele adeus que me doía tanto dizer, era a única coisa que me restava.
Com o tempo eu aprendi que nem sempre o adeus é pra sempre. As vezes, ele pode ser apenas um até logo ou então me espera que tenho coisas a fazer e depois eu volto. Eu demorei muito pra entender isso. Me agarrei naquele adeus e por anos eu fiquei completamente perdida sem saber o que fazer. Era como se tudo tivesse se tornado estranho e eu não fizesse mais parte daquele caminho. Parecia que meus passos não me pertenciam. E isso doeu.
Hoje, apenas hoje, eu percebo que é impossível dizer adeus a um sonho. Não importa o quanto você queira desistir, aquele sonho, pulsa dentro do seu peito. As vezes, quando você o "vê", o seu coração dispara e lágrimas involuntárias começam a surgir. As coisas nem sempre acontecem quando queremos e nem da forma que imaginamos. Mas saiba que existem algo que é apenas seu, o seus sonhos.
Você pode perder uma pessoa que ama, um amigo querido pode se distanciar e um objeto pode se quebrar ou sumir, mas os seus sonhos, mesmo que você os abandone em um lugarzinho no fundo da estante, eles sempre vão chamar por você. Os seus sonhos são a única coisa que realmente te pertencem, então, por mais difícil ou improvável que sejam, você não precisar dizer adeus, diga apenas até logo.

0 comentários