DC Comics - Itens de Decoração


 Nem preciso dizer o quanto os personagens dos quadrinhos estão na moda.
Seja nos cinemas, itens de decoração, roupas e acessórios. Os personagens das histórias em quadrinhos estão em uma fase super em alta, agradando diversas faixas etárias.

No post de hoje separei alguns itens de decoração da DC Comics. Os itens da Marvel ficarão para um próximo post.


Eu adoro esse tipo de decoração mais divertida. Não sou do tipo que faria um quarto todo temático, mas por exemplo, eu adorei as almofadas da mulher maravilha e o porta canudos. Acho que esses objetos podem complementar uma decoração, deixando-a muito mais colorida e alegre.
Mas se você é do tipo que adora uma decoração super temática, então, vale a pena se jogar nas centenas de opções que são facilmente encontradas em diversas lojas.


 Além de estar na moda, os super heróis deixam o ambiente com um ar mais descontraído, dando um toque de cor e alegria para os cômodos da sua casa.
Imaginem só como seria divertido fazer a faxina com uma vassourinha e pazinha com estampas de quadrinhos?! Dá até um ânimo a mais na hora da faxina. kkk

Bom pessoal, eu estou gostando muito dessa moda e vocês? Estão curtindo?
Conta pra mim nos comentários qual item vocês mais gostaram.
Eu fiquei louca pelo porta canudos e pelas almofadas. kk


- Todos esse produtos vocês encontram na loja DC COMICS.


Decorações Rosé Gold

Oie amores, tudo bem com vocês?
Apesar de raramente trazer o tema 'decoração' pro blog, é um assunto que eu amo e estou sempre de olho nas ideias lá do pinterest.
Hoje quero compartilhar com vocês uma tendência que estou amando, o tom Rosé Gold. Essa cor se parece muito com o cobre, mas com uma puxadinha entre o rosa e dourado. Seja em pequenos itens ou em móveis, esse tom está super tendência e quero compartilhar algumas imagens com vocês.


Objetos de decoração como relógios, vasos de plantas e abajures ganham um ar sofisticado e ao mesmo tempo cheio de estilo.


Gente o que são esses bowls?? Sério, fiquei louca querendo. Já imaginei eles servindo uma sopa deliciosa nesse inverno gostosinho.


Eu acho que os vasos de plantinhas ficam super lindos no tom Rosé Gold, mas confesso que amei mil vezes mais essa combinação de mesinha Rosé Gold com o vaso branquinho.
E esse ventilador todo retrô com um AR luxuoso?


As luminárias Rosé Gold são a minha paixão. Acho que deixam um ar super sofisticado e ao mesmo tempo luxuoso. Se fosse hoje projetar a decoração aqui do apê, com certeza daria um jeitinho de encaixar uma dessas. Quem sabe no closet ainda dê !!! #omaridopira. kkkk

E aí pessoal, vocês gostam desse tom maravilhoso?
Nem preciso repetir que eu amo né?!

Conta pra mim nos comentários o que vocês estão achando desse tom lindo e onde gostariam de tê-lo na sua decoração.

Um Super Beijo. Fiquem com Deus.

* todas as imagens são do pinterest.

Ela levantou-se e foi viver


Oi pessoal, tudo bem com vocês?
A história de hoje é baseada em fatos reais, mas os nomes e alguns fatos serão alterados para manter a privacidade do personagem.

Essa história é muito especial pra mim. A personagem me ensinou que podemos mudar a nossa vida. Basta termos fé em Deus e muita determinação.

-----------

Um sorriso e um olhar discreto escondiam a força que ela tem. Todos a conheciam pela sua facilidade em fazer amigos. Ela era do tipo que gostava de curtir a vida, mas não importava o quanto ela havia bebido ou o quanto ela aparentava estar feliz, o seu olhar sempre permanecia o mesmo. Ela gostava de estar em festas, de beber, de brincar e sorrir, mas na verdade, tudo isso era apenas para preencher o vazio que todos os problemas familiares causavam dentro de si.

Ela tinha uma família linda. Pessoas que a amavam demais. Mas, cada membro da sua família carregava problemas que pesavam em suas costas. Ela sentia a dor deles. Ela sentia a tristeza deles. O seu pai, aparentemente era um senhor muito bem sucedido, mas na realidade era só um homem simples, cansado de trabalhar e que já não encontrava muitos motivos para sorrir. A sua mãe, era daquelas do tipo melhor amiga. Uma companheira, mas que em seus momentos de tristeza, entregava-se a uma séria depressão e ficava dias sem sair do quarto. Fernanda, carregava o peso de conseguir ver além do que a sua família aparentava.

Sinceramente, quando nos conhecemos, percebi que ela era do tipo que topava qualquer coisa, aquele tipo de amiga pra qualquer hora. Mas o tempo passou e percebi também que ela desejava tanto ter a família, os amigos e os sonhos que as outras pessoas tinham, que por alguns momentos ela era até um pouco ambiciosa e egoísta demais. 

Fernanda não aguentou o peso dos problemas familiares e por um tempo entregou-se à depressão. Mas quando todos pensaram que aquela menina aparentemente frágil e agora doente não conseguiria reagir, Fernanda buscou forças em Deus e decidiu que ela era capaz de conseguir realizar todos os sonhos que ela quisesse e ser mais feliz do que ela poderia imaginar.

Ela não deixou que os problemas a sufocassem. Ela entendeu que a única pessoa responsável pela sua felicidade é ela mesma. Por isso ela levantou-se e conquistou coisas que ninguém nunca imaginou. Aquela menina cheia de problemas familiares, sem sonhos e com depressão, levantou-se e foi viver.
Hoje ela é ainda mais linda do que na época que eu a conheci. Hoje o seu olhar tem um brilho diferente. Ela surpreendeu a todos quando se formou em um curso cheio de cálculos, mesmo não sendo boa em matemática. E o mais importante, hoje ela é feliz. Feliz ao ponto de conseguir fazer outra pessoa feliz.

------------

Bom amores, essa é a história de hoje. Eu desejo de coração que vocês tenham gostado e peço que compartilhem essa história com alguém que vocês saibam que está passando pelos mesmos problemas que a Fernanda passou. Ela nos ensinou que com fé em Deus e muita força de vontade, podemos fazer coisas inacreditáveis.

E se você já passou por isso compartilha a sua história com a gente aqui nos comentários ou me escreve um email contando ela.

Um super beijo. Fiquem com Deus.

Listras P&B

Oieeee meus amores, tudo bem com vocês??
Me digam uma coisinha, vocês estão gostando das novas postagens do blog e de ter ele atualizado diariamente?
Estou me esforçando muito pra trazer pra vocês conteúdos que eu gosto muito de ver, ler e pesquisar. Por isso, desejo de coração que vocês estejam gostando dessa nova fase do nosso bloguinho. s2

Hoje falaremos de moda. E como não falar sobre uma super tendência que já está há um bom tempo no gosto da mulherada. Pra quem pensou que as listras em preto e branco não durariam, enganou-se meu bem. Já faz um tempinho que as listras vieram e vieram pra ficar.


Imagens Via: Pinterest
 Particularmente, eu amooo essa tendência. As listras são um tipo de estampa mais discreta e ao mesmo tempo super atemporais. O fato de serem P&B, facilita muito na hora de montar um look.

Seja em um vestido básico ou em uma saia midi, as listras dão todo ar da graça e valorizam o look mostrando que você é uma mulher muito bem vestida e antenada no mundo da moda.

Imagens Via: Pinterest
 Nas composições de inverno, nem preciso dizer que as listras são nossas amiguinhas. Mesmo nos looks mais básicos, elas deixam um ar de sofisticação.

O fato de a maioria das vezes serem listras horizontais, acaba gerando um preconceito pelo fato de que visualmente pode-se aparentar uma silhueta mais larga. Mas isso é coisa do passado, você pode compor um look com uma camiseta listrada mais folgadinha e sobrepor com alguma peça inteira preta, o que vai criar a ilusão de "disfarce" das linhas laterias da silhueta.

Imagens Via: Pinterest

Já viram que não tem desculpa pra não usar essa tendência. Acredito que essa moda ainda vai ficar por mais algum tempinho, por ser bastante versátil.

Vocês estão gostando? Já tem a sua peça de listras P&B ? Acreditam que eu tinha duas no armário e nem me lembrava delas! Pra vocês verem como a moda é.

Bom amores, espero muito que tenham gostado do post de hoje. Conta pra mim nos comentários se estão gostando dessa nova programação do blog.

Um Super Beijo. Fiquem com Deus.

Um momento de bobeira, eternizou uma saudade


Oi pessoal, tudo bem com vocês?
Hoje quero começar um quadro novo aqui no blog. Quero dividir com vocês várias histórias de mulheres que me impressionaram ou marcaram a minha vida.
As histórias são reais, porém, para preservar a identidade dessas mulheres, alguns dados e fatos serão mudados.
Espero que gostem dessas histórias e que a vida de vocês possa ser edificada com elas.

-

Ela era linda. Estava no auge da sua beleza. Com 16 anos, resplandecia a beleza que tinha internamente e externamente. A sua vida não era perfeita, ao contrário, era cheia de cicatrizes. Mas nenhuma marca conseguia arrancar o sorriso dos seus lábios e a sua alegria de viver. Ela contagiava a todos.
Lembro-me dela rodeada por amigos. Sempre sorrindo. Sempre arrumando o seu longo cabelo encaracolado e falando mais do que a própria boca.
Éramos amigas? Não. Na verdade eu a vi por pouco tempo, foram apenas alguns dias. Mas ela era do tipo que cativava a todos com o seu doce olhar.
Pra uma menina de 16 anos, ela já havia sofrido tanto, que mesmo com toda a delicadeza de menina, ela foi forte o suficiente para sorrir mesmo após ter sido abandonada pela própria mãe. Mas tudo bem, aquela marca com o tempo já não doía tanto e ela havia encontrado uma mãe substituta. Dizem quem amigos são irmãos que escolhemos. E ela tinha essa amiga, que de tão amiga, tornou-se irmã e dividiu sua própria mãe com ela.
Eram as três. Ali sempre juntas. Uma cuidando da outra. Uma dando o carinho que a outra precisava. E tudo bem ela não ter o mesmo sangue daquela nova mãe e irmã. Tudo bem. Elas tinham o mesmo amor que as unia.

Fico me perguntando se são os amigos que influenciam as pessoas, ou se as coisas apenas acontecem porque tem que acontecer.
Nadia, tinha muitos amigos, e entre eles, alguns poderiam ser intitulados como boas companhias e outros como não tão  boas assim, mas de certa forma, ela os amava. Era o que ela tinha de precioso, seus amigos.
E quem poderia imaginar que seria no meio deles, em uma tarde regada de boas risadas, que tudo se tornaria tão doloroso e que apenas a saudade ficaria.

Naquela tarde, na companhia dos seus amigos, Nádia sorria e brincava. No meio das brincadeiras e conversas, Pedro, um de seus amigos chegou e trouxe com ele um revólver que havia achado no meio das coisas do seu pai. Ele não era uma pessoa ruim, era apenas alguém que gostava de se gabar. Quando viu o revólver de seu pai, logo pensou em pegá-lo e sair mostrando para seus amigos. E ao chegar na roda de amigos em que Nadia estava, ele ficou brincando e mostrando o revólver. Todos ficaram animados e entraram na brincadeira. Pedro disse que a arma estava sem balas, e em uma brincadeira boba, apontava o revólver para os amigos e puxava o gatilho. E de fato, nada aconteceu nas duas vezes em que ele brincou desse jeito.
O revólver passou de mão em mão até que chegou em Nadia. Ela estava animada e sentindo-se toda poderosa. Em um momento de brincadeira e muita risada, ela apontou o revólver para sua própria cabeça e disse: Já pensou se eu puxo o gatilho e tem uma bala?! Naquele instante, enquanto ainda sorria após ter falado tal bobeira, Nadia puxou o gatilho e as suas palavras tornaram-se reais. Havia uma única bala no revólver. A bala que Pedro jurava não existir. A bala que acabou com o sorriso de Nadia. A bala que a transformou em saudade.

O disparo na cabeça foi fatal. Aquela doce menina de cabelos encaracolados e sorriso frouxo, caiu ali diante dos seus amigos. Sem chance de dizer o seu último adeus. Sem dar aos seus amigos a chance de socorrê-la. Ela apenas... ela apenas.

Quando recebi a ligação sobre a morte dela, foi a minha primeira experiência em perder alguém que eu tinha tanto carinho. Não éramos amigas, não éramos próximas e nem sequer morávamos na mesma cidade. Mas era ela, a menina doce que apenas cativava a todos com o seu sorriso. Me lembro de naquele dia chorar muito, ao ponto de precisar ser consolada pela minha mãe. Me lembro também de pensar no quanto somos frágeis e que em um momento podemos estar sorrindo e no outro já nem existirmos mais. A nossa vida é como uma vela, que com apenas um sopro pode se apagar.

Hoje, sempre penso nela e na lição que ela me ensinou. Penso em como quero ser cheia de amigos e em como quero sorrir mesmo tendo cicatrizes. Fazem mais de 10 anos que ela se foi. Mas a história dela e a forma como ela se foi, precisa continuar latejando no nosso coração. Pra que vidas não se tornem saudade de forma tão imprudente. Pra que todas as meninas doces e alegres que existem por aí, não brinquem com a própria vida. Pra que outras meninas não deixem o coração dos seus amigos tão cheios de saudade.

-

Bom pessoal, essa foi a história dessa pessoa que passou pela minha vida de forma tão rápida e tão especial. Tenho pensado muito nela nesses dias, por isso achei que deveria começar esse quadro com a história dela.
Peço com carinho que compartilhem essa história pra que mais meninas não brinquem de forma tão imprudente com as suas vidas. Seja apontando uma arma pra própria cabeça ou de qualquer outra forma.

Já assistiu?