Welcome to our website !

Egoísmo momentâneo.

By 23:00 ,



Com o telefone ainda na mão direita, ela olhou para as paredes do quarto como se estivesse procurando algo. Já eram quase meia noite e aquelas palavras badalavam em seu coração. Eles não haviam brigado e acho que se desentendido ainda era muito, eles apenas escolheram as palavras erradas para aquele momento. Talvez tenha sido um desses momentos bobos onde se fala o que não se deve, mas ela não estava arrependida, ela só queria um motivo para defender o que afirmava para todos a sua volta.

Naquela noite ela estava a procura de um abraço, um carinho e um colo aconchegante. Talvez naquele momento aquilo era pedir muito. Ele não estava com os mesmos sentimentos "melancólicos" que ela. A cabeça dele estava a mil por hora, cheia de preocupações e planos. E ela ainda estava ali querendo atenção. Foi quando em algum momento egoísta daquela conversa, cada um virou para o lado, disse tchau e desligou.

Deitada naquela cama ela começou a desejar tantas coisas diferentes. Colocou uma música qualquer apenas para que aquele momento tivesse uma trilha sonora. Sua cabeça estava em todos os sonhos que já teve e que um dia precisou abrir mão. Ela queria apenas um abraço envolvente para fazê-la ter, pela milésima vez, a certeza de que havia feito a escolha certa. Não foi fácil passar por cima de seus planos e sonhos. E aquele momento parecia tão egoísta.

De repente, quando uma lágrima começou a surgir em seus olhos, o telefone tocou. Era ele. Como todo amor e carinho, ele a fez sentir-se a mulher mais amada do mundo. Com apenas algumas palavras, ela pode ter mais uma vez a certeza de que a sua escolha era a certa e que nada seria capaz de separá-los. Muito menos um egoísmo momentâneo.

No calor da situação falamos coisas que acabam machucando quem está ouvindo e a nós mesmos.

0 comentários